sábado, 21 de janeiro de 2012


Moreninha


É numa decoração de sonhos, me vi tão pequeno,
Tão estranho, tão tacanho, eu rolava pra lá e pra cá tentando me
Embalar e se afastar dos seus dedos que mais pareciam
garras.

É nas profundezas que vivem e morrem os poetas
Na obscuridão, decifrando outros corações, e saiba que um
Dia, uma noite hei de escrever nessa pele morena, um poema,
Meus sonhos.

Numa cor escarlate vamos nos pintar nos lençóis e meu lábio grudado no
Seu corpo, eu me movo aos poucos procurando me encaixar nos seus
Planos procurando lhe arrancar sussurros.

Dizem que um homem leva vantagem quando uma mulher sorri, eu não,
Menti quando sorriu para mim, o meu desejo foi te amar, foi decorar seu
Corpo no meu.

Paulo Valadares


Nenhum comentário:

Postar um comentário