quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Sinto sua falta

Sinto tanta falta de uma gargalhada, dos sonhos,
Dos planos, do meu sorriso. Um passo a mais estou
No abismo, dois passos ganho o paraíso.

Sinto falta de suas mãos em meus cabelos, do
Seu cheiro naufragando os meus sentidos. Sinto falta
Do seu beijo aplacando meu desespero de menino.

Nada hoje é tão eterno como quando estava nos seus
Braços. Nada hoje é tão sincero como quando escutava
Seu coração. Nada hoje é tão belo como quando meus
Olhos terminavam no seu olhar.

Paulo Valadares


Nenhum comentário:

Postar um comentário